domingo, 16 de dezembro de 2012

ECOS


No último dia 8 recebemos no nosso humilde dojô o Sensei Lincoln para a realização de um Seminário e Exame de Faixa. É a segunda vez que o sensei nos dá a honra de sua presença e nos brinda com seus preciosos ensinamentos. O exame de faixa por ele conduzido foi o fechamento de um ciclo: o início de minha caminhada como instrutor de aikido.
Lincoln Sensei veio em um momento que precisávamos de um norte, mas ele nos trouxe mais do que isso, ele deu orientação, mas com ternura e paixão pelo que faz. É impossível não ficar encantado com a amabilidade que ele demonstra e muito difícil despedir-se dele, pois sempre fica algum assunto, alguma risada pendente. De modo que esse grande professor, constantemente, dentro e fora do tatame está nos ensinando algo. Tenho certeza de que estamos construindo no nosso estado um aikido de portas e braços abertos e que esse sentimento irá sobrepujar qualquer outro que possa existir no nosso meio.
Morihei Ueshiba, fundador do Aikido, teria feito 149 anos dia 14 se estivesse vivo (faleceu em abril de 1969), disse que queria fazer dos seres humanos uma grande família. É dessa maneira que me sinto com o grupo, somos uma família. E todos nós do Aikido Cascavel e Lincoln Sensei somos ecos das vozes de nossos antigos mestres. Embora falecidos, suas palavras, desejos e ações sobrevivem em nós. Cada vez que amarramos nossa faixa e entramos no dojô, estamos dando força às vozes de O-Sensei e Kawai Sensei para que continuem ecoando e espalhando a mensagem de paz do Aikido.
Agradeço aos meus alunos por terem tido paciência quando necessário e garra todo o tempo e ao Lincoln Sensei por ter nos aceitado e nos orientado. Já temos com você uma enorme dívida cuja recompensa será o suor e a continuidade do Aikido, agora ecoando a sua voz.

Vinícius Fontanela
Instrutor de Aikido